quinta-feira, 2 de junho de 2011

Mudança do Tema do dia 01/06/2011

LINHA DO TEMPO – O JESUS HISTÓRICO


 Mapa da Palestina no tempo de Jesus

5 a.C. O anjo Gabriel vai até uma aldeiazinha no sul da Galiléia, Nazaré, a uma pobre virgem chamada Maria. Filha de Ana e Joaquim. A jovem estava prometida em casamento a José, um carpinteiro da localidade. O anjo anuncia-lhe que recebera a graça de Deus e iria conceber um filho, Jesus, o Salvador esperado. (Lc 1,26-36; Mt 1,18-25)

4 a.C. Maria dá a luz a Jesus, em Belém, uma aldeiazinha a sudoeste de Jerusalém capital da Judéia. Com ela estava José, seu marido. Nasceu na época de um recenseamento decretado pelo imperador romano Augusto. (Lc 2,1-20)
Jesus, ainda em Belém, é homenageado por estrangeiros vindos do oriente e por um grupo de pastores que, admirados, vislumbraram inúmeros sinais fantásticos no céu.(Mt 2,1-12; Lc 2,8-20)
No oitavo dia de nascido, Jesus é circuncidado e, quando completa trinta e três dias, é levado a Jerusalém, para ser apresentado no Templo, conforme o rito judaico. Lá é recepcionado por Simeão, um ancião respeitado e por Ana, profetisa que servia no Templo. Ambos predizem maravilhas sobre o menino. (Lc 2,21-40)
José, pressentindo perigo (um anjo lhe veio em sonho), foge com sua família para o Egito, onde permanece em casa de parentes por quatro anos. (Mt 2,13-15)

3 a.C. Matança das crianças de Belém e arredores, Ordenada pelo rei Herodes. (Mt 2,16-18)

1 a.C. Morte de Herodes. Retorno de José e sua família a Palestina. Acabam indo morar em Nazaré, receosos com o novo governador da Judéia, Arquelau, um homem bastante violento. (Mt 2,19-23)

10 d.C. Ao completar doze anos, Jesus é apresentado no Templo em Jerusalém, por conta da Páscoa dos Judeus. É a festa da Maioridade, onde assume suas obrigações legais. Jesus fica em Jerusalém sem o consentimento de seus pais, que preocupados voltam a capital e o encontram discutindo com doutores da lei, admirados com a inteligência do rapaz. (Lc 2,41-52)

27 d.C. José morre, provavelmente neste período, embora os textos nada mencionem. Jesus é batizado por João Batista no rio Jordão, dali se retira para o deserto onde permanece por quarenta dias. (Mt 3,13; 4,11; Mc 1,9-13; Lc 3,21-23;4,1-13). Na volta, encontra os primeiros discípulos, ex-companheiros de João, que o seguem. Realiza o primeiro milagre, numa festa de casamento, em Caná da Galiléia. (Jo 2,1-11)
João Batista é preso. Jesus se muda para Cafarnaum, vila de pescadores ao norte do Lago da Galiléia e inicia sua vida pública. Forma um grupo de discípulos entre os pescadores da região. Sua família o julga louco.
A fama de Jesus rapidamente se espalha na região da Galiléia por conta dos inúmeros milagres que realiza. O grupo de discípulos que o segue é grande e seus ensinamentos são ouvidos por multidões de pessoas. Seus familiares se reaproximam, buscando autopromoção. João Batista é morto , degolado, no cárcere.
Durante dois anos, Jesus percorre ininterruptamente toda a Galiléia, Samaria e Judéia, foi várias vezes a Jerusalém. Pregava no Templo, nas sinagogas, nas casas, na montanha, ou numa simples barca. Envia seus discípulos em missão e eles batizam, ensinam e curam as pessoas. No terceiro ano, no entanto, começam os desentendimentos, os discípulos não compreendem mais o seu mestre. Jesus realiza agora poucos milagres. Muitos se afastam.

30 d.C. Jesus se dirige para Jerusalém junto com um pequeno grupo de discípulos e discípulas, entrando triunfalmente na capital montado num jumentinho e sendo saudado por toda uma classe de pobres, miseráveis e maltrapilhos. No Templo, expulsa os vendilhões, discute com fariseus, escribas, doutores da Lei, sacerdotes. Ceia com os discípulos, é traído, preso, abandonado pelos seus discípulos, julgado, condenado e morto na cruz em apenas 20 h. Judas se suicida. Três dias após a  morte, Jesus ressuscita. (Mt 26,47; 27,56; Mc 14,43; 15,41; Lc 22,47; 23,49; Jo 18,1; 19,37)
Durante quarenta dias, Jesus aparece a seus discípulos e lhes reanima e ensina. Após esse período, ascende aos céus diante deles. Dez dias depois, envia seu Espírito Santo aos que se encontravam reunidos em Jerusalém, os discípulos e Maria, sua mãe, que, tomados de coragem, anunciaram a Boa Nova de Jesus aos judeus presentes na capital. (At 1,12-14;2,1-12)

65 d.C. É escrito o primeiro Evangelho da vida de Jesus, o de Marcos, discípulo de Pedro.

Elaborado pela Equipe da Crisma Casa Forte

Nenhum comentário:

Postar um comentário